quarta-feira, 16 de maio de 2007

Bravo! - por Danny Doo


Como podem não terem me dito?
Estréia após estréia...
*
Peça após peça,
Me sinto cada vez mais encantada.
E cada vez mais atordoada!
*
Essa verdadeira via sacra pelos teatros do Rio,
Me introduziu num mundo novo.
Velho e novo!
*
É mais didático que ir à escola,
Descobrir o Rio antigo e suas histórias.
Histórias sórdidas, histórias belas,
*
Mas todas histórias que formam o que temos agora.
E o que temos agora?
*
Um breve momento que já está passando,
E virará memória...
*
Mundos permeáveis, mundos inimagináveis,
Valores impronunciáveis,
E desvalores memoráveis.
*
Década de 60 revivida em duas horas,
Anarquia e rebeldia, agora viram saudade...
*
Histórias secretas de Mimi do Cosme Velho,
E suas "vedetes francesas" reais,
Brasil político imperial,
Brasil decadente atual !
*
Essas reflexões em forma de arte,
Expostas as custas do suor de um ator,
*
Nos envolvem e fazem transpirar...
Nos renovam e deixam libertar,
O riso, o choro e a ternura,
*
De saber-se um dia criança.
Perceber-se ainda com esperanças,
*
E derreter-se ao ver tantas pessoas,
com os mesmos sentimentos que o seu...
TEATRO... não consigo mais viver sem você!

Bravo!


por DannyDoo

Nenhum comentário: